Notícias
Últimas
Da Hipermeios
Arte e Cultura
Entrevistas
Mundo profissional
Saúde e bem-estar
Universidade
Vida sustentável
Colunas
 
Destaques
Festivais: arte pulsante por todo o Brasil
O Brasil é hoje um caldeirão pulsante de arte e cultura, com um número crescente de festivais se espalhando pelo interior. Longe do circuito tradicional das grandes capitais, acostumadas a receber megaeventos, cidades do interior têm abrigado iniciativas de pequeno e médio porte, viabilizadas por redes de apoio e pessoas interessadas em produzir e incentivar a cultura. [+]
 
Pedro Markun: 'A política não precisa ser uma coisa que a gente detesta'
Ele é um dos idealizadores do movimento Transparência Hacker, que reúne jovens de várias profissões com a proposta de juntar comunicação e tecnologia em favor dos interesses da sociedade. Por exemplo, ajudando a tornar mais transparentes as informações sobre as ações de governantes e parlamentares. [+]
 
 
Busca

 
Tags
alimentação artes plásticas autoconhecimento carreira cinema consumo consciente cultura economia da cultura educação empreendedorismo estágio estresse história internet literatura meio ambiente música poesia pós-graduação psicologia

 
 
quinta-feira, 21 de setembro de 2017 Quem somos
Serviços
Portfólio
Clientes
Contato
Página Inicial > Notícias > Saúde e bem-estar
 
Alongamento ajuda a diminuir as tensões do dia-a-dia
 
Fazer alongamento restaura a amplitude dos movimentos corporais, relaxa os músculos e melhora a circulação sanguínea. Conheça alguns exercícios muito simples que, praticados com regularidade, colaboram para o seu bem-estar.
 
17 de junho de 2007
por Ana Freitas
 

Alongar-se faz parte do instinto natural de qualquer animal, inclusive do ser humano. É fácil ver um gato ou um cachorro se espreguiçarem após muito tempo deitados, o mesmo pode ser observado em bebês e crianças. Já os adultos, com as atribulações do dia-a-dia, esquecem da necessidade do corpo de se movimentar e não conseguem se livrar das tensões musculares típicas de uma rotina estressante.

"Atualmente as pessoas se preocupam demais com a mente e esquecem que têm um corpo. Ficam horas numa mesma posição, o que dificulta a oxigenação dos músculos, causando fadiga, dores e até espasmos", explica a terapeuta corporal Valéria Rosa.

Quem fica horas sentado num computador, por exemplo, está sujeito a ter diversos problemas decorrentes do esforço repetitivo e da má postura, que causam uma gradativa contração dos músculos.

Uma das funções do alongamento é exatamente restaurar a amplitude dos movimentos corporais como um todo, relaxar os músculos e, assim, diminuir as tensões.

Além disto, ele ativa a circulação sanguínea em regiões que antes estavam contraídas, oxigenando melhor as fibras musculares. Com um alongamento regular, a possibilidade de ter lesões como tendinite é bastante reduzida.

"A cada hora sentado, é importante fazer cinco minutos de alongamentos para aumentar o aporte de oxigênio nos músculos e evitar o tensionamento muscular que provoca tantos problemas", recomenda Valéria.

Atividade proporciona consciência corporal

Pessoas de qualquer idade podem fazer alongamento, mas é importante ter a orientação de um profissional para conhecer os exercícios corretos e ter consciência dos próprios limites.

"É natural que, com o exercício, a pessoa passe a conhecer melhor o próprio corpo. Isto é muito importante, porque a ajudará a perceber mais cedo os primeiros sinais de algum problema que possa ter. Quando o corpo está bem, os sintomas de qualquer doença são mais facilmente percebidos", diz Valéria.

O alongamento deve ser uma atividade rotineira para quem busca uma consciência corporal, até porque ter os músculos relaxados é fundamental para que se mantenha uma postura correta. A regularidade do exercício também é importante para que dê resultados, como maior flexibilidade e resistência para realizar atividades que exigem uma carga mais forte dos músculos.

Realizado de maneira correta e freqüente, o alongamento não causa dores e elimina toxinas, favorecendo uma resposta motora mais rápida e eficiente.

Exercícios simples que trazem grande benefícios

Um dos principais objetivos do alongamento é favorecer a oxigenação dos músculos. Então, nada mais natural que seja preciso manter uma respiração correta, lenta e rítmica durante a atividade.

"Uma respiração adequada durante o alongamento ajuda a expandir a caixa torácica, que sempre fica contraída após muito tempo sentado ou em qualquer outra posição. Os órgãos foram feitos para ocuparem determinado espaço no corpo humano e este espaço não pode ser sacrificado por conta de uma má postura", explica a terapeuta.

Exemplos de exercícios

Todo alongamento deve ser feito de forma gradativa e trabalhar o maior número possível de ângulos das articulações. Valéria Rosa recomenda, por exemplo, alguns exercícios simples, que podem ser feitos em breves intervalos ao longo do dia e que já ajudam a aliviar algumas tensões.

Um deles é, ainda sentado, esticar levemente as pernas e girar os tornozelos. Este movimento circular dos pés ativa a circulação nas panturrilhas, que são consideradas verdadeiros corações periféricos por sua capacidade propulsora do fluxo sangüíneo.

Outro que pode ser feito ainda sentado é virar lentamente a cabeça para um lado e para o outro, para frente e para trás, mas sem forçar o movimento além do que considerar confortável.

Já para ajudar a alongar a cervical e abrir o peitoral, um exercício simples é, em pé, entrelaçar os dedos e esticar os braços para frente e na altura dos ombros e depois para trás na altura do quadril.

Estes exercícios podem ser feitos a qualquer hora do dia, mas sempre respeitando os limites do próprio corpo. Para quem quer desenvolver maior flexibilidade e fazer do alongamento uma atividade rotineira e prazerosa, o ideal é buscar o acompanhamento regular de um profissional.

Matéria produzida para o site Bradesco Universitários em 5/05/2006.

 
Imprima
 
 
leia na mesma seção
Saiba se você é um ''Facebookólatra''
Um pouco de ansiedade pode ajudar
Gengibre: saboroso e medicinal
Para emagrecer é preciso 'ter cabeça'
Não é preciso comer muito para comer em excesso
A boa memória depende de saber esquecer
A importância de ler rótulos dos alimentos
Organize seu tempo e seja feliz
Neuróbica, a ginástica para o cérebro
Alimentação saudável é seguro contra estresse
Amadurecer exige esforço e autoconhecimento
Excesso de exercícios prejudica a saúde
Hábitos alimentares podem influenciar nos estudos
Física quântica e os livros de autoajuda
 
Tags relacionadas
saúde; corpo; estresse

 
© Hipermeios 2006-2017. Todos os direitos reservados.
Rua Garcia Lorca, 147 | São Paulo SP | 05519-000 / tel +55 11 3285 2577

  RSS 2.0 | Mapa do site | Espaço privado | Créditos