Notícias
Últimas
Da Hipermeios
Arte e Cultura
Entrevistas
Mundo profissional
Saúde e bem-estar
Universidade
Vida sustentável
Colunas
 
Destaques
Festivais: arte pulsante por todo o Brasil
O Brasil é hoje um caldeirão pulsante de arte e cultura, com um número crescente de festivais se espalhando pelo interior. Longe do circuito tradicional das grandes capitais, acostumadas a receber megaeventos, cidades do interior têm abrigado iniciativas de pequeno e médio porte, viabilizadas por redes de apoio e pessoas interessadas em produzir e incentivar a cultura. [+]
 
Pedro Markun: 'A política não precisa ser uma coisa que a gente detesta'
Ele é um dos idealizadores do movimento Transparência Hacker, que reúne jovens de várias profissões com a proposta de juntar comunicação e tecnologia em favor dos interesses da sociedade. Por exemplo, ajudando a tornar mais transparentes as informações sobre as ações de governantes e parlamentares. [+]
 
 
Busca

 
Tags
alimentação artes plásticas autoconhecimento carreira cinema consumo consciente cultura economia da cultura educação empreendedorismo estágio estresse história internet literatura meio ambiente música poesia pós-graduação psicologia

 
 
sábado, 18 de novembro de 2017 Quem somos
Serviços
Portfólio
Clientes
Contato
Página Inicial > Notícias > Mundo profissional
 
O idioma estrangeiro na entrevista
 
Especialista dá dicas de como enfrentar o "bicho de sete cabeças" do teste de línguas feito durante a seleção.
 
20 de março de 2010
por Camila Passetti
 

Participar de uma entrevista de seleção para uma vaga de emprego ou de trainee é um momento de grande tensão para a maioria dos universitários. E a experiência pode ganhar proporções de um pesadelo quando existe a possibilidade de ser testado quanto à fluência em uma língua estrangeira.

Porém, antes de desistir e jogar para o alto o que pode ser uma oportunidade importante, é bom ouvir o que tem a dizer gente experiente nessa matéria. Claudia Shimizu, gerente de soluções empresariais da Seven Idiomas, começa com um conselho simples: não queira demonstrar mais do que realmente sabe.
 
"Os erros mais comuns (cometidos em uma seleção) ocorrem quando o candidato quer demonstrar uma bagagem de conhecimento que não tem", afirma Claudia.
 
"A melhor maneira de se sair bem em uma entrevista é conseguir transmitir as ideias de uma forma direta e simples. O objetivo da entrevista não é demonstrar um arsenal linguístico, e sim a experiência profissional e qualidades", ensina.

Segundo Claudia, uma estratégia para se sair bem no momento da entrevista é praticar antes em casa e reproduzir respostas somente com o que se conhece e está habituado do idioma em questão.

"Não adianta querer aprender um vocabulário rebuscado ou mais complexo de um dia pra outro, pois aí as chances de se cometer uma gafe só aumentam", diz.

How do you do?

Se a vaga realmente exigir fluência em uma língua estrangeira, o jovem deve estar preparado para ser testado durante a entrevista. Por exemplo, o recrutador pode intercalar perguntas em inglês durante uma entrevista em português. Nessa hora, a dica é manter a calma, responder sem pressa.

Além do teste oral, a seleção poderá incluir testes escritos - como a redação de uma carta - que poderá ser entregue na mesma hora ou em um prazo combinado.

De acordo com Claudia Shimizu, de fato, atualmente, "um segundo ou terceiro idioma tem um peso muito grande na hora da contratação".

A gerente afirma que "a maior parte das empresas de grande porte coloca o domínio do segundo idioma, inglês e em alguns casos o espanhol, como requisito essencial na contratação".

Os mais jovens, segundo ela, têm levado vantagem nesse quesito. "Quando fazemos mapeamento de proficiência linguística nas empresas, constatamos que os funcionários mais jovens, recém-contratados, possuem um nível muito mais elevado do que os funcionários mais antigos", conta.

Se os novatos levam vantagem na comparação com os profissionais mais antigos, dentro da própria geração, porém, enfrentam competição mais acirrada: "Já vi casos de seleção de trainees em que os candidatos dominavam três línguas além do português", acrescenta.

Matéria produzida para o site Bradesco Universitários em 11/08/2009.

 
Imprima
 
 
leia na mesma seção
Trabalho a distância cresce no País e ganha lei
O perfil do líder no século 21
Trabalho e felicidade
O profissional precisa encontrar a sua marca
Faltam homens do tempo
'Geração Y' impõe desafios às empresas
Generalistas ou especialistas?
O desafio do negócio próprio
O mercado precisa de profissionais verdes
O poder do bom humor
Para que serve o ''feedback''?
Seja dono do seu futuro profissional
Trabalho, emprego e novos nichos
Cresce o número de jovens donos de franquias
Dicas para trilhar uma carreira de sucesso
Geração empreendedora 2.0
Ninguém faz sucesso sozinho
O que o jovem quer da vida?
Profissional do século 21 manda na própria carreira
A única coisa certa é que é preciso mudar
É possível negociar direitos sendo PJ?
Eu, Pessoa Jurídica
Como enfrentar a angústia por não conseguir estágio
Descobrir o próprio talento é condição para o sucesso
Em um mundo sem emprego, aprenda a procurar trabalho
Na dinâmica de grupo, o importante é ser você mesmo
Quando surge a dúvida no meio do curso
Criatividade é cada vez mais valorizada
Autoestima é essencial para o sucesso profissional
 
Tags relacionadas
carreira;

 
© Hipermeios 2006-2017. Todos os direitos reservados.
Rua Garcia Lorca, 147 | São Paulo SP | 05519-000 / tel +55 11 3285 2577

  RSS 2.0 | Mapa do site | Espaço privado | Créditos