Notícias
Últimas
Da Hipermeios
Arte e Cultura
Entrevistas
Mundo profissional
Saúde e bem-estar
Universidade
Vida sustentável
Colunas
 
Destaques
Festivais: arte pulsante por todo o Brasil
O Brasil é hoje um caldeirão pulsante de arte e cultura, com um número crescente de festivais se espalhando pelo interior. Longe do circuito tradicional das grandes capitais, acostumadas a receber megaeventos, cidades do interior têm abrigado iniciativas de pequeno e médio porte, viabilizadas por redes de apoio e pessoas interessadas em produzir e incentivar a cultura. [+]
 
Pedro Markun: 'A política não precisa ser uma coisa que a gente detesta'
Ele é um dos idealizadores do movimento Transparência Hacker, que reúne jovens de várias profissões com a proposta de juntar comunicação e tecnologia em favor dos interesses da sociedade. Por exemplo, ajudando a tornar mais transparentes as informações sobre as ações de governantes e parlamentares. [+]
 
 
Busca

 
Tags
alimentação artes plásticas autoconhecimento carreira cinema consumo consciente cultura economia da cultura educação empreendedorismo estágio estresse história internet literatura meio ambiente música poesia pós-graduação psicologia

 
 
sábado, 22 de julho de 2017 Quem somos
Serviços
Portfólio
Clientes
Contato
Página Inicial > Notícias > Arte e Cultura
 
Vanguarda jazzista em São Paulo
 
Bandas instrumentais com influência brasileira, europeia e norte-americana se reúnem para tocar nas noites da cidade paulistana. Todas com algo em comum: a paixão pelo jazz.
 
22 de março de 2010
por Camila Passetti
 

Movimento que nasceu do encontro de músicos que atuam na cidade de São Paulo, o SP Vanguarda Instrumental tem o intuito de divulgar a música instrumental, “independente e expressiva”, e formar novos públicos. As apresentações das bandas acontecem, desde março desse ano, em jazz clubs, festivais, faculdades e escolas de música da cidade.
 
“Como cada banda atraía um público diferente – até por terem personalidades diferentes, apesar do estilo parecido –, percebemos que podíamos juntá-las, porque trabalhávamos com algo em comum: o jazz, que interessaria a todos”, explica Carlos Ezequiel, baterista de duas bandas do movimento.

Todas com o espírito jazzista correndo nas veias, muitas das bandas exibem em suas apresentações a inegável influência brasileira. Outras carregam referências europeias e norte-americanas, e outras, um pouco de cada. “Mas não é nem instrumental brasileiro e nem música popular cantada”, alerta Carlos.

O grupo todo é composto por músicos criativos que têm produzido muitos trabalhos autorais e mantêm em comum a paixão pela improvisação coletiva. “Hoje somos oito bandas, mas a ideia é de um movimento aberto. Estamos aguardando novas bandas que queiram participar”, afirma.
 
Além de Carlos Ezequiel, músicos como Sizão Machado, Lupa Santiago, Guto Brambilla, Vitor Alcântara, Guilherme Ribeiro, entre outros, circulam entre as bandas. “Mesmo antes de o movimento acontecer, já convivíamos juntos, porque frequentávamos os mesmos lugares e circuitos”, explica.

Carlos concorda que o movimento nada mais é do que a organização de algo que já existia há muito tempo, com um sério trabalho de divulgação e uma união oficial das bandas e seus músicos, que agora tem um nome.

O SP Vanguarda Instrumental está sendo divulgado em todo Brasil e até no exterior. Belo Horizonte (MG), Campinas (SP) e Porto Alegre (RS) já estão com negociações em andamento e são cidades com grandes chances de receber as bandas do movimento em breve.

Os artistas mantêm uma agenda constante de apresentações em São Paulo com o principal objetivo de expandir a iniciativa e o acesso do público à produção do grupo.

“Queremos tocar sempre mais, fazer novos contatos com produtores e donos de casas de shows para atrair um público bem legal e poder divulgar o estilo”, afirma Carlos.

E afinal, por que “Vanguarda”?

O nome do projeto foi batizado de SP Vanguarda Instrumental com o intuito de revelar o que o movimento representa, ou seja, bandas instrumentais, com influências vanguardistas, que se apresentam na cidade paulistana.

“Não é ‘vanguarda’ porque a gente toca literalmente o que foi tocado no século passado, por exemplo. Somos músicos que se inspiram e se alimentam das tradições para renovar e criar. Somos, na verdade, uma alternativa ao tradicional”, explica Carlos.

Para saber mais, acesse:
www.myspace.com/spvanguarda

Matéria produzida para o site Bradesco Universitários em 15/09/2009.

 
Imprima
 
3 comentário(s)
 
Aos amigos interessados: a página do SP Vanguarda no myspace (www.myspace.com/spvanguarda) traz a nossa agenda atualizada. Será um prazer recebê-los em nossos próximos shows. Abraço, Carlos Ezequiel.

Comentário de Carlos Ezequiel, 07/04/2010
 
Legal a matéria Camila!!é mesmo, existe um local de encontro periódico? Alvaro

Comentário de Alvaro, 01/04/2010
 
Gostei muito da matéria, mas senti falta de saber onde eles se encontram. Ana

Comentário de Ana Maria Battaglin, 30/03/2010
 
leia na mesma seção
Brasileiros se rendem à cultura pop japonesa
Festivais: arte pulsante por todo o Brasil
Dilema digital: Como fazer história no futuro?
A arte contemporânea do grafite
A presença do livro digital
Em debate, o conto.
Documentário conta a história do baião
A dança como profissão, por Ivaldo Bertazzo
Alex Flemming: reflexões sobre a globalização
O mercado de animação de vento em popa
A arte politizada 'made in Brazil'
Tatiana Belinky: energia de sobra aos 90
O teatro que atrai os jovens
Quantos livros cabem no seu bolso?
1808, o ano em que o Brasil virou nação
O mundo inovador de Guimarães Rosa
A cultura movimentando a economia do planeta
Os ventos da Tropicália, 40 anos depois
Drummond, poeta inovador
Não perca o próximo espetáculo de dança
Prazer, Cartola
A leveza do deserto na prosa e poesia brasileiras
Editoras universitárias se consolidam no Brasil
Internet dá origem a uma nova forma de arte
Jovens descobrem o samba e resgatam tradições
Monteiro Lobato na internet
Música independente dá vigor à cena da MPB
Quem são os novos cinéfilos?
Rádios online e podcasts, novas formas de ouvir música
Saiba o que é indústria criativa
Tem influência árabe até no samba
O legado de Itamar Assumpção
Blogs abrem espaço para difusão cultural
 
Tags relacionadas
vanguarda; música; cultura

 
© Hipermeios 2006-2017. Todos os direitos reservados.
Rua Garcia Lorca, 147 | São Paulo SP | 05519-000 / tel +55 11 3285 2577

  RSS 2.0 | Mapa do site | Espaço privado | Créditos