Notícias
Últimas
Da Hipermeios
Arte e Cultura
Entrevistas
Mundo profissional
Saúde e bem-estar
Universidade
Vida sustentável
Colunas
 
Destaques
Festivais: arte pulsante por todo o Brasil
O Brasil é hoje um caldeirão pulsante de arte e cultura, com um número crescente de festivais se espalhando pelo interior. Longe do circuito tradicional das grandes capitais, acostumadas a receber megaeventos, cidades do interior têm abrigado iniciativas de pequeno e médio porte, viabilizadas por redes de apoio e pessoas interessadas em produzir e incentivar a cultura. [+]
 
Pedro Markun: 'A política não precisa ser uma coisa que a gente detesta'
Ele é um dos idealizadores do movimento Transparência Hacker, que reúne jovens de várias profissões com a proposta de juntar comunicação e tecnologia em favor dos interesses da sociedade. Por exemplo, ajudando a tornar mais transparentes as informações sobre as ações de governantes e parlamentares. [+]
 
 
Busca

 
Tags
alimentação artes plásticas autoconhecimento carreira cinema consumo consciente cultura economia da cultura educação empreendedorismo estágio estresse história internet literatura meio ambiente música poesia pós-graduação psicologia

 
 
sábado, 22 de julho de 2017 Quem somos
Serviços
Portfólio
Clientes
Contato
Página Inicial > Notícias > Arte e Cultura
 
Brasileiros se rendem à cultura pop japonesa
 
Eventos chegam a atrair até 40 mil jovens interessados no mundo dos mangás, animes e em se fantasiar como seus personagens preferidos.
 
08 de janeiro de 2013
por Aline Nogueira de Sá
 

Kawaii, kirei, gomen, sugoi, koibito, tenshi... Se você conhece o significado destas palavras (respectivamente fofo, lindo, desculpe, legal, querido, anjo) talvez seja um otaku, ou um grande fã da cultura pop japonesa.
 
As expressões acima, originárias do país asiático, viraram gírias na boca de milhares de jovens brasileiros, que têm em comum o gosto pelos animes (desenhos animados) e mangás (histórias em quadrinhos) produzidos por lá.

Apesar do sucesso anterior de seriados de heróis japoneses como ''Jaspion'', foi somente com os grandes índices de audiência de animes como ''Cavaleiros do Zodíaco'' e ''Dragon Ball'', em meados da década de 1990, que o fenômeno começou a ficar em evidência no Brasil.
 
De lá para cá, surgiram as primeiras convenções e produtos relacionados a este universo e o crescimento da internet só impulsionou o número de adeptos. Apesar de mais fortes na região Sudeste, os eventos desse tipo estão presentes nas cinco regiões do país e reúnem de 2 mil a 40 mil pessoas.

Cosplayers

Nestas convenções, os visitantes encontram vertentes deste universo, como shows de bandas, palestras com dubladores, competições de videogame e feiras de fanzines.

Mas a principal atração, sem dúvida, são os concursos de cosplays, em que fãs se vestem como seus personagens favoritos, posam para fotos, dançam, interpretam e interagem entre si.

''O cosplay nasce quando um fã percebe o quanto pode ser interessante dar vida aos personagens que tanto admira'', diz Welington Franca, administrador do site Cosplay Brasil.

Apesar de ser no Japão a prática mais popular do cosplay, esse hobby, como conhecemos hoje, surgiu no final da década de 1930 em convenções de ficção científica nos EUA.

Por isso, além de personagens dos mangás e animes é muito comum encontrar nos eventos brasileiros cosplayers vestidos como personagens de ficção cientifica, RPG, filmes, séries e bandas.

2.0

Além dos eventos, cosplayers e fãs de um modo geral costumam agendar sessões de fotos e outros encontros por meio dos fóruns e redes sociais na internet. O intuito é fazer novas amizades e interagir com outras pessoas que tenham os mesmos gostos e interesses.

Também via web, vídeos em canais como o Youtube popularizam ainda mais o hobby fora das convenções e transformam os fãs em produtores de conteúdo sobre o tema.

Entre as convenções principais espalhadas pelo Brasil há o Anime Friends, em São Paulo, o Anime Family, no Rio de Janeiro, o Anime Festival, em Belo Horizonte e o Anime Jungle, em Manaus.

 
Imprima
 
 
leia na mesma seção
Festivais: arte pulsante por todo o Brasil
Dilema digital: Como fazer história no futuro?
A arte contemporânea do grafite
A presença do livro digital
Em debate, o conto.
Documentário conta a história do baião
A dança como profissão, por Ivaldo Bertazzo
Alex Flemming: reflexões sobre a globalização
O mercado de animação de vento em popa
A arte politizada 'made in Brazil'
Tatiana Belinky: energia de sobra aos 90
Vanguarda jazzista em São Paulo
O teatro que atrai os jovens
Quantos livros cabem no seu bolso?
1808, o ano em que o Brasil virou nação
O mundo inovador de Guimarães Rosa
A cultura movimentando a economia do planeta
Os ventos da Tropicália, 40 anos depois
Drummond, poeta inovador
Não perca o próximo espetáculo de dança
Prazer, Cartola
A leveza do deserto na prosa e poesia brasileiras
Editoras universitárias se consolidam no Brasil
Internet dá origem a uma nova forma de arte
Jovens descobrem o samba e resgatam tradições
Monteiro Lobato na internet
Música independente dá vigor à cena da MPB
Quem são os novos cinéfilos?
Rádios online e podcasts, novas formas de ouvir música
Saiba o que é indústria criativa
Tem influência árabe até no samba
O legado de Itamar Assumpção
Blogs abrem espaço para difusão cultural
 
Tags relacionadas
Cultura, entretenimento, Japão

 
© Hipermeios 2006-2017. Todos os direitos reservados.
Rua Garcia Lorca, 147 | São Paulo SP | 05519-000 / tel +55 11 3285 2577

  RSS 2.0 | Mapa do site | Espaço privado | Créditos