Notícias
Últimas
Da Hipermeios
Arte e Cultura
Entrevistas
Mundo profissional
Saúde e bem-estar
Universidade
Vida sustentável
Colunas
 
Destaques
Festivais: arte pulsante por todo o Brasil
O Brasil é hoje um caldeirão pulsante de arte e cultura, com um número crescente de festivais se espalhando pelo interior. Longe do circuito tradicional das grandes capitais, acostumadas a receber megaeventos, cidades do interior têm abrigado iniciativas de pequeno e médio porte, viabilizadas por redes de apoio e pessoas interessadas em produzir e incentivar a cultura. [+]
 
Pedro Markun: 'A política não precisa ser uma coisa que a gente detesta'
Ele é um dos idealizadores do movimento Transparência Hacker, que reúne jovens de várias profissões com a proposta de juntar comunicação e tecnologia em favor dos interesses da sociedade. Por exemplo, ajudando a tornar mais transparentes as informações sobre as ações de governantes e parlamentares. [+]
 
 
Busca

 
Tags
alimentação artes plásticas autoconhecimento carreira cinema consumo consciente cultura economia da cultura educação empreendedorismo estágio estresse história internet literatura meio ambiente música poesia pós-graduação psicologia

 
 
sexta-feira, 26 de maio de 2017 Quem somos
Serviços
Portfólio
Clientes
Contato
Página Inicial > Notícias > Arte e Cultura
 
Rádios online e podcasts, novas formas de ouvir música
 
A internet tem revolucionado a tecnologia do áudio, permitindo que ouvintes baixem suas músicas preferidas, cadastrem-se para ouvir programas pelo computador e produzam seu próprio CD.
 
30 de abril de 2007
por Cristiane Moraes
 

Entre o público jovem, principalmente adolescente, baixar música da internet, por meio de programas como o MP3, já faz parte do dia-a-dia. Agora a bola da vez no mundo das novas tecnologias de áudio é o podcast, que se disseminou com uma incrível rapidez.

Se os jovens costumam encabeçar a adesão às novidades, logo elas ganham o interesse de outras gerações. Atualmente baixar músicas da internet virou rotina para pessoas de qualquer faixa etária, desde que saibam usar um computador.

“Meu pai baixa músicas nos seus 70 anos, bem como minha afilhada de 9 anos”, conta Luciano Seade, jornalista, músico e produtor de podcast. Para ele, os grandes adoradores da música no início torceram o nariz para as novidades tecnológicas, mas depois aceitaram e acabaram gostando da facilidade.

“A venda de MP3 pelas gravadoras é uma prova de que, cada vez menos, serão impressos CDs. Quem tiver seu tocador de música digital, como o iPod, baixará somente as músicas que quiser, e não mais o álbum inteiro”, explica.

“O MP3 é uma evolução, como a do vinil para o CD: difícil no início, mas que tomará conta em pouco tempo”, acrescenta Seade.

A estudante Thaís Shujjmann Garcia, 13 anos, é usuária dessas novas tecnologias e diz que ficou viciada em baixar músicas da rede. “Sempre gostei de escutar música e colecionar CDs. Quando descobri como baixar músicas pela internet, fiquei fascinada pela facilidade em montar meu próprio repertório musical e não parei mais”, conta a adolescente.

Entre as amigas e colegas de escola da Thaís virou moda acessar a web com esse fim. Ao invés de as adolescentes trocarem papel de carta, como antes era comum, trocam músicas ou seleções musicais que são armazenados em seus tocadores digitais.

Rádios online

As novas mídias de áudio, como as rádios online, por exemplo, vieram para atender um público interessado, e agrupado em várias tribos ou segmentos. Em algumas rádios da web você escolhe o que ouvir e confere também a programação de músicas mais pedidas pelos internautas.

Existem rádios, como a do CCB (Clube dos Compositores do Brasil – www.clubedoscompositores.com.br), que tocam só músicas de novos compositores e permitem que sejam dadas notas às composições e que os participantes opinem e troquem mensagens entre si.

A gravadora Trama criou, em seu site (www.trama.com.br), um programa em que compositores criam suas próprias páginas e disponibilizam suas músicas para que quem acessar possa ouvir.

Nesse mesmo embalo das rádios na internet, surgiu o podcast. Trata-se de um programa de rádio ou arquivo de áudio (em MP3, por exemplo), distribuído pela web e que pode ser acessado pelo ouvinte cadastrado.

Esse ouvinte pode receber uma nova edição ao se conectar à web sem que tenha de visitar a todo o momento o site em que esse programa é produzido.

Além de retomar a idéia original do rádio, que é a escolha de músicas para usufruir naquele momento, ele teve uma grande receptividade do público jovem, principalmente pela facilidade em armazenar nos aparelhos portáveis, como o iPod, e mais recentemente nos modernos aparelhos celulares.

Podcast para todos os gostos e idades

“Apesar do podcast ficar ‘no ar’ um bom tempo (isso depende do site), as músicas não são separadas, ou seja, não há irregularidade como se estivéssemos distribuindo as canções sem autorização. É como um programa de rádio, e serve até para divulgar os artistas apresentados ali”, esclarece o produtor Luciano Seade, do podcast Luckmusic (www.luckmusic.org).

Dentro da podosfera (nome que se dá ao universo dos podcasts) existem rádios de todos os tipos: somente de um estilo (rock, sertanejo ou clássico), um tema e até mesmo de uma única banda. Já imaginou uma pessoa que faz uma rádio só com sua banda favorita? Isso existe.

Mas este é apenas um exemplo de podcast de músicas, o mais comum deles na rede. Mas existem ainda programas sobre educação, cinema ou blogs falados. Tudo depende da criatividade do produtor e da receptividade dos ouvintes.

“O podcast é um grande aliado que quem gosta muito de música, porque com ele é possível colecionar programas como bem entender, fazendo deles sua coleção particular de rádios”, conclui Seade.

Matéria produzida para o site Bradesco Universitários em janeiro de 2007.

 
Imprima
 
 
leia na mesma seção
Brasileiros se rendem à cultura pop japonesa
Festivais: arte pulsante por todo o Brasil
Dilema digital: Como fazer história no futuro?
A arte contemporânea do grafite
A presença do livro digital
Em debate, o conto.
Documentário conta a história do baião
A dança como profissão, por Ivaldo Bertazzo
Alex Flemming: reflexões sobre a globalização
O mercado de animação de vento em popa
A arte politizada 'made in Brazil'
Tatiana Belinky: energia de sobra aos 90
Vanguarda jazzista em São Paulo
O teatro que atrai os jovens
Quantos livros cabem no seu bolso?
1808, o ano em que o Brasil virou nação
O mundo inovador de Guimarães Rosa
A cultura movimentando a economia do planeta
Os ventos da Tropicália, 40 anos depois
Drummond, poeta inovador
Não perca o próximo espetáculo de dança
Prazer, Cartola
A leveza do deserto na prosa e poesia brasileiras
Editoras universitárias se consolidam no Brasil
Internet dá origem a uma nova forma de arte
Jovens descobrem o samba e resgatam tradições
Monteiro Lobato na internet
Música independente dá vigor à cena da MPB
Quem são os novos cinéfilos?
Saiba o que é indústria criativa
Tem influência árabe até no samba
O legado de Itamar Assumpção
Blogs abrem espaço para difusão cultural
 
Tags relacionadas
música; tecnologia; internet; economia da cultura

 
© Hipermeios 2006-2017. Todos os direitos reservados.
Rua Garcia Lorca, 147 | São Paulo SP | 05519-000 / tel +55 11 3285 2577

  RSS 2.0 | Mapa do site | Espaço privado | Créditos